As lições de xadrez que podem ensinar aos seus filhos
Infância

As lições de xadrez que podem ensinar aos seus filhos

O xadrez é um dos jogos ainda mais antigos do mundo. Desenvolvido no norte da Índia nos anos 500 d.C., o xadrez é internacionalmente popular há séculos. Todos os dias, jogadores de xadrez de todo o mundo enfrentam inteligência nesta complexa batalha de estratégia e tática.

No entanto, o xadrez não é apenas um jogo. Também pode ser uma ferramenta. Ensinar seu filho a brincar pode ajudar em seu desenvolvimento intelectual e pessoal de várias maneiras. Aqui estão apenas algumas das lições que o xadrez pode ensinar ao seu filho.

Como pensar lógica e estrategicamente

A maioria das pessoas tem que pensar estrategicamente no curso de suas vidas diárias. Isso pode envolver a escolha da melhor forma de lidar com um caso ou cliente que lhe foi atribuído no trabalho, mapeando a melhor rota de ida e volta para o trabalho em caso de mau tempo ou trânsito, ou o que comprar no supermercado para conseguir mais produtos pelo seu dólar. Todas essas situações, das mais urgentes e importantes às mais mundanas, exigem algum nível de pensamento estratégico: identificar os fatos e analisar como agir com base nessas informações.

As crianças geralmente não são colocadas nesse tipo de situação, ou pelo menos não até que tenham idade suficiente para serem consideradas prontas para elas. Como eles desenvolverão as mentes estratégicas de que precisarão para o futuro? Muitos jogos infantis já apresentam um pouco de estratégia, mas ensiná-los a jogar xadrez certamente não faz mal.

O xadrez foi originalmente desenvolvido como um jogo de guerra chamado chaturanga (“ quatro divisões ”) em Sânscrito. Na época, as peças representavam vários tipos de unidades militares, mas mesmo em sua forma atual, as conotações de guerra que o xadrez possui ainda são óbvias. Os jogadores devem mover suas peças pelo tabuleiro, atacar e pegar as peças do inimigo e defender suas próprias peças.

Ao aprender a jogar xadrez, as crianças podem desenvolver melhor suas habilidades de pensamento estratégico e analítico. À medida que se acostumam com o jogo, eles aprenderão quais decisões são melhores em determinadas situações e até mesmo como prever os processos de pensamento e movimentos do oponente. Essas habilidades desenvolvidas tornam o xadrez uma ferramenta educacional valiosa para as realizações educacionais de seus filhos, bem como na vida cotidiana.

A importância da competição

A competição é um fato inquestionável da vida. As pessoas competem por pontuações em testes, vagas na faculdade, empregos e reconhecimento. Crianças que entendem a importância da competição e da vitória tendem a ter mais sucesso na vida do que aquelas que não entendem. Embora colocar muita pressão sobre seus filhos para vencer ou ser o melhor em tudo o que fazem possa ter um efeito negativo, seu filho ainda deve entender, para o seu sucesso futuro, que a competição existe na vida e que é importante para ele ou ela para fazer o seu melhor absoluto e se aprimorar constantemente.

Algumas crianças são naturalmente competitivas, seja na academia ou nos esportes. Se seu filho não estiver, no entanto, ensiná-lo a jogar xadrez pode ajudar a acender aquela centelha dentro dele.

A competição é a parte mais essencial do xadrez - todo o jogo é uma batalha mental entre dois oponentes. Quando uma criança começa a aprender xadrez e a jogar, provavelmente vai perder muito no início (a menos que seja um prodígio). Você deve encorajá-lo a continuar tentando. Jogando regularmente, ele / ela pode começar a ganhar e experimentar as recompensas de ser competitivo com sucesso.

Embora um jogo de xadrez seja geralmente muito civilizado, a competição está no seu fundamental, e dificilmente haverá um jogo melhor para incutir o espírito competitivo em seu filho.

Quando aceitar uma perda e como aprender com ela

O xadrez é um jogo de tática, de estratégia e, acima de tudo, de realidade. Quando sua estratégia falha e seu oponente rompe suas defesas e seu único curso de ação possível envolve pegar seu rei e fugir do tabuleiro para tentar escapar de vários xeques, você sabe que quase certamente está derrotado.

Embora haja muito a ser dito sobre o traço da persistência, também é importante saber quando você foi derrotado. Todos os que perderam um jogo de xadrez levam essa verdade a sério.

A maioria das crianças não foi exposta às realidades da idade adulta e, como tal, muitas vezes são infinitamente otimistas, até diante de obstáculos intransponíveis. No entanto, eles irão eventualmente crescer e ver o mundo como ele é, reconhecendo o fato de que mesmo apesar de seus melhores esforços, as coisas nem sempre sairão do jeito que eles gostam. Perder no xadrez é uma ótima maneira para as crianças aprenderem essa lição importante.

Há um lado mais brilhante nesse aspecto deprimente do xadrez, no entanto. Cada derrota no xadrez também nos ensina como melhorar nossos erros e alcançar um resultado melhor da próxima vez. Assim que o tabuleiro de xadrez for removido e as peças colocadas de volta, podemos usar nossas derrotas a nosso favor no próximo jogo, usando as lições que aprendemos com elas.

É a mesma coisa na vida : cada falha deve ser vista como uma experiência de aprendizagem. Todo mundo falha em alguma coisa e em algum momento de suas vidas; mesmo crianças que são ótimos alunos e atletas não têm a garantia de continuar ganhando para sempre. As crianças precisam aprender a se recuperar após uma perda e, mais importante, a aprender com essa perda, e o xadrez é um bom método para incutir essa lição nelas.

Ensinar seus filhos a jogar este jogo complexo e desafiador é uma ótima maneira de se relacionar com eles e ajudá-los a aguçar suas mentes. No entanto, não se esqueça de que o xadrez é, afinal, um jogo e que, acima de tudo, deve ser divertido para seus filhos.

Crédito da foto em destaque: pixabay via cdn.pixabay.com