Conheça o motorista sujeito a acidentes de carro, de acordo com a ciência
Ciência

Conheça o motorista sujeito a acidentes de carro, de acordo com a ciência

Você tem um amigo que parece estar sempre causando um acidente? Na verdade, para sermos politicamente corretos, devemos usar o termo acidente, pois os acidentes acontecem independentemente da ação humana, enquanto os acidentes acontecem devido a erro humano.

Portanto, voltando ao problema: você tem um amigo que é sempre vítima de um acidente? Eu faço e provavelmente você também tem um. Isso ocorre porque há pessoas que parecem atrair o infortúnio a cada passo que dão. Até agora, a ciência estava olhando para eles com uma sobrancelha levantada, mas estudos recentes provaram que existe um tipo de personalidade sujeito a acidentes.

A conexão entre personalidade e acidentes

Sua personalidade pode fornecer uma visão profunda do seu comportamento, que altera a maneira como você dirige, porque sua personalidade é o que o faz agir de certa forma em situações críticas, quando você tem que tomar decisões vitais.

Quando pensamos em uma conexão entre personalidade e acidentes, pensamos em pessoas impulsivas, que aceleram e enviam mensagens de texto enquanto dirigem. No entanto, os estudos contradizem essa imagem. Embora seja verdade que pessoas não conformes tendem a quebrar as regras de direção, os que correm riscos e os que procuram aventuras não são os mais propensos a acidentes.

Isso ocorre porque essas pessoas dirigem com frequência e ficam entusiasmadas ao dirigir. Isso os faz dirigir mais quilômetros do que os outros, o que também os torna mais experientes e qualificados do que as pessoas que têm medo de acidentes. E esta não é a única revelação inesperada dos estudos, eles revelam que uma pessoa excessivamente cautelosa e superotimista está mais sujeita a acidentes do que uma impulsiva aventureira. Existem características mais surpreendentes da pessoa propensa a acidentes.

1. Poucas habilidades de planejamento de tempo

Se você tem dificuldade em gerenciar seu tempo, pode estar sujeito a acidentes. Esta é uma das características que os novos estudos descobriram estar ligada a personalidades sujeitas a acidentes. A explicação é simples: as pessoas que têm dificuldade em administrar seu tempo têm maior probabilidade de ter falta de sono e ficar com pressa. Todos nós sabemos que a falta de sono é um grande inimigo da direção e, quando combinada com a pressão para chegar a tempo em algum lugar, o risco de se envolver em um acidente de carro aumenta.

Em comparação, as pessoas que têm boas habilidades de gerenciamento de tempo são capazes de planejar seu tempo e dormir o suficiente. Além disso, é menos provável que se precipitem, pois sabem como evitar atrasos nas consultas. Pessoas muito otimistas costumam dedicar muito pouco tempo às viagens, o que significa que costumam estar com pressa. Essa pressão os torna propensos a travar, de acordo com a ciência.

2. Culpar os outros

A tendência de culpar os outros também é perigosa ao volante. Estudos descobriram que pessoas que deixam de assumir a responsabilidade por seu próprio comportamento e preferem culpar os outros têm maior probabilidade de se envolver em um acidente de carro. Os psicólogos chamam essa característica de externa, pois esses indivíduos atribuem a culpa a fatores externos. Em comparação, os internos, que sempre procuram a culpa de um acidente em sua própria pessoa, têm maior probabilidade de evitar acidentes. Eles também são mais propensos a usar o cinto de segurança e aprender com seus próprios erros.

3. Viver para o presente

Provavelmente, a revelação mais inesperada desses estudos é a conexão entre como você vê o tempo e a probabilidade de você se envolver em um acidente. De acordo com a ciência, existem três tipos básicos de personalidade, dependendo da relação do indivíduo com o tempo: orientada para o passado, para o presente e para o futuro.

Pessoas orientadas para o passado residem em suas memórias e são nostálgicas. Eles também olham para seu passado para aprender como agir no futuro.

Pessoas orientadas para o presente vivem para o momento e pensam pouco nas consequências de suas ações. Eles são os mais propensos a se entregar a comportamentos perigosos, como beber ou enviar mensagens de texto enquanto dirigem.

Pessoas orientadas para o futuro planejam seu futuro e estão muito cientes das consequências de suas ações presentes.

Os psicólogos descobriram que as pessoas orientadas para o presente são mais propensas a travar, enquanto as orientadas para o futuro têm menos probabilidade de se envolver em um travamento. Isso também enfraquece o conhecido mito de que as mulheres são mais propensas a acidentes de carro do que os homens: na verdade, os homens são mais voltados para o presente, enquanto as mulheres são voltadas para o futuro.

Se você quiser saber como sua personalidade influencia enquanto dirige, você pode fazer o teste de personalidade de motorista.

Crédito da foto em destaque: Unsplash via unsplash.com